quarta-feira, 10 de outubro de 2018


domingo, 30 de setembro de 2018


https://www.google.com.br/search?q=JORNAIS+DE+MARO+GROSSO+DO+SUL&oq=JORNAIS+DE+MARO+GROSSO+DO+SUL&aqs=chrome..69i57j0l5.20712j1j4&sourceid=chrome&ie=UTF-8



NOTÍCIAS DOS MUNICÍPIOS SUL-MATO-GROSSENSES

CLIQUE NO SEGUINTE LINK;



quarta-feira, 30 de novembro de 2016

JORNAL DA NOVA BATAYPORÃ

http://www.jornaldanova.com.br/categorias/20/bataypor%C3%A3

EDSON PAIM NOTICIAS


http://edsonpaim.com.br/





SITE DA TV PORTAL DO PANTANAL, NO AR! (MEIO AMBIENTE NOTÍCIAS)

CLIQUE:

http://tvportaldopantanal.com.br/




Minha foto 


      
Clique no Link abaixo e acesse 

um ou mais dos 599 Blogs da 

Parceria: Fundação Portal do

Pantanal / Painel do Paim/FM 

América 100.9 Mhz

https://www.blogger.com/profile/048861602895692797

65

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Carga de agrotóxico avaliada em R$ 18 mil é furtada em Batayporã


Redação Nova News
   
É estimado em cerca de R$ 18 mil o prejuízo que um produtor de Batayporã está amargando com um furto de parte de uma carga de insumos. As informações que a reportagem do Nova News teve acesso dão conta de que o furto da carga, que estava acondicionada em um caminhão, aconteceu entre a noite deste domingo (18) e a manhã desta segunda-feira (19).

Um dos produtores que são sócios e donos da cargam, disse que, como de costume, deixava o caminhão em uma chácara a cerca de 200 metros da MS-276, na região da saída para Anaurilândia, em Batayporã. Logo nas primeiras horas desta segunda-feira (19), ao ir ao local,  percebeu que parte da carga havia sido furtada criminosos.
Agrotóxico foi furtado de caminhão que estava estacionado em uma propriedade rural de Batayporã (Imagem: Divulgação)
Para se ter uma ideia do prejuízo, cerca de 14 galões de um agrotóxico usado para o plantio de mandioca foram levados. Cada galão, segundo o produtor, custa em média R$ 1 mil. Por sorte, toda a carga não foi levada, restaram ainda nove galões que não puderam ser levados por estarem escondidos em meio a outros insumos existentes no caminhão. "Além do prejuízo, este agrotóxico bastante usado por agricultores de mandioca está em falta no mercado, acarretando para nós uma grande dor de cabeça”, relata indignado o produtor.
Um dos agrotóxicos levados na ação tem um custo alto e está em falta no mercado (Imagem: Divulgação)
Ainda segundo ele, outros nove galões de um outro agrotóxico do tipo ‘mata mato’ também foram levados – destes, cada um custa R$ 500. “O jeito agora é levantar a cabeça e trabalhar para recuperar o que perdemos”, diz o produtor.

Impasse para registrar a ocorrência 

O produtor de Batayporã entrou em contato com a reportagem do Nova News para reclamar do impasse das polícias -, não apenas de Batayporã, mas de todo o Estado, que não estão conseguindo efetuar o registro de boletins de ocorrência pelo sistema on-line. 

O Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional) está desde segunda-feira (12) fora do ar e as reclamações ocorrem por toda a parte. Como no caso do produtor, ele reclama que estava há uma hora e meia esperando as forças policiais irem ao local para registrar o fato.

“Estou esperando alguém vir até aqui. Não posso retirar o caminhão do local para não atrapalhar uma posterior investigação policial. Estou de braços cruzados esperando”, comentou o produtor. O sócio do produtor, um morador em Ivinhema, também entrou em contato com o Nova News para reclamar da situação.



  

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Caixa Alta

Principais Jornais de Mato Grosso do Sul

Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim.

http://www.ejornais.com.br/jornais_mato_grosso_sul.html


Site do Midiamax News
Divulgação da Parceria, Google, Fundação Portal do Pantanal - Fm América, Painel de Blogs do Paim

http://www.midiamax.com.br/

sábado, 14 de maio de 2016

Marca de camisetas mistura cultura pop a símbolos de Mato Grosso do Sul

Varal com roupas ganha capivara até no prendedor (Foto: Divulgação)




A foto icônica da atriz Marilyn Monroe com o vestido pelos ares ganhou uma nova roupagem pela Capivaral. O tuiuiú, símbolo de Mato Grosso do Sul, é o responsável por dar um movimento a mais na imagem, assim como interpretar O Poderoso Chefão em outra estampa. A marca criada pelo casal Leonardo Lencini Dalferth, 30 anos e Camila Zavalo, 28 anos, surgiu de uma viagem por Bonito e agora está à venda em vários pontos da cidade.
“A ideia surgiu devido a uma experência turística. Fomos a passeio para Bonito e como consumidores pensamos que existia um mercado a ser explorado, com o apelo do Pantanal e região. Nós percebemos que havia uma lacuna, que poderia ser preenchida com algo diferente, bacana. Nós tivemos esse insight na hora do que fazer”, afirma Leonardo.
Ambos moravam no Rio de Janeiro e estavam com o desejo de voltar para Campo Grande. “Começamos a fazer pesquisa de mercado sobre quais os produots que normalmente as pessoas costumam consumir quando viajam. Tivemos a ideia de começar com camisetas, depois cangas e imãs. Nosso conceito, falando do produto, é misturar elementos de arte pop, como cinema, com o contexto pantaneiro”, explica.
Assim surgiu as primeiras peças, sempre feitas em algodão. “Nós acabamos misturando muito. Nosso Estado é extremamente rico, nossos costumes, nossa cultura e ainda levando em consideração que Bonito é sempre eleita a cidade mais procurada pela prática do ecoturismo”, ressalta.
As estampas são cerigrafadas e custam de R$ 40,00 a R$ 50,00. “A regata masculina custa R$ 40,00. Nós ainda temos uma estampa como souvenir que custará esse preço”, indica.
Atualmente, Leonardo e Camila expõem em feiras, como a da Praça da Bolívia e na Brava, espaço colaborativo que abre no dia 13 de maio, em frente a antiga estação ferroviária. “Já faz dez dias que estamos expondo, tivemos no Dia das Mães na Praça da Bolívia com o nosso varal e também na Brava. A ideia é não ter um ponto fixo, mas estar em vários locais”, planeja.
Informações sobre a Capivaral pelo Instagram da marca.
CampoGrandeNews
Postado por: Ygor I. Mendes

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Bioma Mata Atlântica
http://www.projetobiomas.com.br/

Site do UOL Notícias

http://noticias.uol.com.br/

Postado por: Ygor I. Mendes